Cassio Scapin

Cassio Scapin

Cultura

  • Perfil
  • Vídeo

Ator formado pela EAD – USP, o paulista Cássio Scapin ficou conhecido das crianças como o Nino, do Castelo Rá-Tim-Bum, da TV Cultura.

Já trabalhou em mais de vinte espetáculos no Brasil e na Itália, tendo trabalhado com os diretores Francesco Zigrino/ Itália, Ulisses Cruz, Naum Alves de Souza, Yacov Hillel, Mira Haar e Elias Andreatto, Marília Pêra, Jô Soares, entre outros.

Participou de novelas no SBT e TV Bandeirantes e Telecurso 2000. Na TV Globo, participou das novelas e seriados “A Lua me disse”, “ Um só coração” , “Sítio do Pica Pau Amarelo”. Na TV Record, participou das novelas “Mutantes – Caminhos do Coração”, “Ribeirão do Tempo”, “ Escrava Mãe”, “O Rico e Lázaro”.

Em 2013, recebeu o prêmio da Associação Paulista de Críticos como melhor ator e a indicação do prêmio Shell para melhor ator e melhor espetáculo com Eu Não Dava Praquilo, onde também  foi coautor . Conta também com os prêmios  Mambembe, Governador do Estado, APCA,  sendo, em 1998,  o escolhido como Melhor Ator nos prêmios Apetesp e Shell, por sua interpretação em “ Memórias Póstumas de Brás Cubas “ comédia musical de Machado de Assis.

Em 2006 recebeu outra indicação ao Prêmio Shell pelo espetáculo “Quando Nietzche Chorou” de Ulisses Cohn.

Novamente com direção de Marília Pêra esteve recentemente na remontagem do clássico “O Mistério de Irma Vap” ao lado de Marcelo Médici.

Como DIRETOR, dirigiu entre outras peças “A Farsa do Advogado Patelin” e o solo “Uma Praiazinha de areia bem clara, ali, na beira da sanga” de Caio Fernando Abreu.